Dia 22 de abril de 2017, no 35 CTG em Porto Alegre/RS, acontece o 1º Festival Pioneiro do Verso Xucro.



1º Festival Pioneiro do Verso Xucro
Inscrições até 20/04/2017
35 CTG - Porto Alegre/RS


CAPITULO I
Das finalidades e objetivos do evento

Art. 1º - O 1º Festival Pioneiro do Verso Xucro, tem por finalidade a preservação, a valorização e a divulgação das artes, da tradição, dos usos e costumes e da cultura popular do Rio Grande do Sul.

Art. 2º - O 1º Festival Pioneiro do Verso Xucro tem por objetivos:
I – Promover o intercâmbio cultural, além de uma retomada de consciência dos valores morais do gaúcho entre os participantes das diversas regiões culturais rio-grandenses;
II – Projetar a cultura popular e tradicional do Rio Grande do Sul em nível regional e estadual, abrindo perspectivas de amplitude além de nossas fronteiras;
III- Promover a harmonia, a integração e o respeito evitando-se a projeção da vaidade e o personalismo entre os participantes;
IV – Valorizar o artista amador do Rio Grande do Sul, evitando atitudes pessoais ou coletivas que deslustrem os princípios de formação moral do povo gaúcho.

CAPITULO II
DOS PARTICIPANTES

Art. 3º - Participarão do 1º Festival Pioneiro do Verso Xucro as entidades tradicionalistas filiadas ao MTG (Movimento Tradicionalista Gaúcho) do Rio Grande do Sul bem como das entidades filiadas a Confederação Brasileira da Tradição Gaúcha (CBTG) e seus associados que se propuserem a obedecer os Estatutos e aos diversos regulamentos do MTG, especialmente este, além de:
I – ter seus associados, participantes individuais ou coletivos, no pleno exercício de seus direitos, não podendo estar cumprindo pena originária do código de ética tradicionalista;
II – a entidade não deve estar cumprindo pena administrativa imposta pelo MTG;
III – todos os participantes DEVERÃO apresentar o Cartão Tradicionalista ou documento assinado pelo coordenador de sua Região Tradicionalista autorizando a participação dos mesmos, caso os cartões tradicionalistas estiverem em processo de encaminhamento;
IV – todos os participantes estarem devidamente pilchados de acordo com as diretrizes de indumentária do MTG.

Art. 4º - Será exigido dos participantes a apresentação de documentos originais com fotos, junto com a apresentação do Cartão Tradicionalista.

Art. 5º - A não apresentação do documento original com foto, acarretará na desclassificação do mesmo.

Art. 6º - Para a realização do 1º Festival Pioneiro do Verso Xucro as idades serão divididas da seguinte forma:

I – Para a modalidade de Declamação as categorias serão assim divididas:
- Categoria Mirim: até 13 anos, 11 meses e 29 dias até a data do evento;
- Na categoria Juvenil: até 17 anos, 11 meses e 29 dias até a data do evento;
- Na categoria Adulta: idade mínima 15 anos;

§ 1º - os concorrentes de categorias inferiores poderão subir de categoria e competir com as categorias superiores, sendo isso, de extrema responsabilidade das entidades tradicionalistas de origem do mesmo, onde as mesmas terão a consciência do ato.

Art. 7º - O uso da pilcha é recomendado para todos os participantes durante a realização do evento (patrões, organizadores, dirigentes, participantes e concorrentes);

Parágrafo único: Fica vedado o uso de “piercing”, brincos e outros adereços metálicos ou não, encravados na pele por parte dos concorrentes masculinos para todas as modalidades e categorias. É vedado o uso de “piercing”, também, pelas prendas.

Art. 8º - As inscrições para todas as categorias serão limitadas, sendo ela distribuídas da seguinte forma:

- Categoria Mirim: 15 participantes;
- Categoria Juvenil: 15 participantes;
- Categoria Adulta: 30 participantes.

CAPITULO III
DAS INSCRIÇÕES

Art. 9º - As inscrições serão de responsabilidade da entidade dos participantes de origem.

Parágrafo único: é de responsabilidade das patronagens, providenciar o Cartão Tradicionalista que o participante individual ou coletivo deverá portar em todos os eventos.

Art. 10º - O participante associado de mais de uma entidade tradicionalista deverá optar em participar por uma delas, com exceção aos integrantes do Grupo musical e/ou Instrumental dos grupos de danças Tradicionais, que poderão tocar para mais uma entidade tradicionalista independente da Região Tradicionalista.

§ As inscrições poderão ser realizadas até o dia 20 de Abril de 2017 às 24 horas pelo e-mail : festivais@35ctg.com.br e serão confirmadas mediante ao envio do comprovante de depósito no valor de R$ 30,00 na conta da entidade promotora para caução, sendo que este valor será devolvido ao inscrito no dia do evento durante a conferência da documentação.

Dados para depósito:
Titular: Trinta e Cinco Centro de Tradições Gaúchas
Banco: Banrisul
Agência: 1042
Conta Corrente: 06.001974.0-7

§ - O sorteio da ordem de apresentação da Modalidade de Declamação será realizado no dia 21 de Abril de 2017, às 20 horas nas dependências do “35” CTG, na Avenida Ipiranga, n. 5300, bairro Jardim Botânico, Porto Alegre.

CAPITULO IV
DAS MODALIDADES

Art. 11º - O 1º Festival Pioneiro do Verso Xucro será desenvolvido nas seguintes modalidades:
I – Declamação;

Art. 12º - Os instrumentistas terão até cinco minutos para a equalização do som, salvo os casos em que a responsabilidade seja técnica, caso contrário, o tempo da apresentação do participante estará contanto a partir do término deste tempo.

Art. 13º - Haverá a avaliação da indumentária por um membro do Comitê de Indumentária do MTG/RS, utilizada pelos Declamadores e acompanhantes conforme a Norma de Instrução vigente para o ano de 2016 publicada pelo Movimento Tradicionalista Gaúcho.

CAPITULO V
DAS APRESENTAÇÕES E DOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO
Seção I
Das disposições gerais

Art. 14º - A comissão avaliadora atribuirá nota aos participantes, empregando os critérios estabelecidos neste regulamento, ficando a cargo dos organizadores do evento a montagem e elaboração das planilhas para todas as categorias.

Art. 15º - As planilhas utilizadas no evento não serão as mesmas utilizadas no ENART 2016.
§1º - A planilha que será utilizada esta anexada ao final deste Regulamento.
§ 2º - As planilhas serão fechadas durante a realização do evento;
§ 3º - Ao proceder a avaliação, a comissão analisará, detalhadamente, o uso correto da indumentária gaúcha completa, individual podendo penalizar com até dois pontos a nota final do avaliador, o participante que não estiver adequadamente pilchado de acordo com as Diretrizes estabelecidas pelo MTG (Movimento Tradicionalista Gaúcho ) par ao traje atual
§ 3º - Não será permitido o uso de traje de época pelos participantes, bem como o uso de boinas, alparagatas e acessórios que não estão regulamentados nas Diretrizes para o traje atual. Deverá ser observado o uso do colete ou do paletó durante as apresentações para os peões.

Art. 16º - Na avaliação serão observados os seguintes quesitos:

I - Declamação:
I - Fundamentos da voz ................................................3 pontos
II – Expressão corporal ................................................2 pontos
III – Interpretação da mensagem ..................................... 4 pontos
IV - Fidelidade ao texto................................................ 1 ponto

§ 2º - Em caso de empate serão estabelecidos os seguinte critérios de desempate:

a) Declamação
1º) maior nota de Fundamentos da voz;
2º) maior nota de Transmissão da mensagem poética;
3º) maior nota de Expressão Corporal;
4º) maior nota de Fidelidade ao Texto;

§ 3º - Permanecendo o empate na modalidade de Declamação, a Comissão Avaliadora decidirá outros critérios para o desempate. Sendo soberana e indiscutível a decisão da mesma, não sendo aceito reclamações, nem recursos referentes ao resultado.
§4º - O empate será constatado no cálculo da nota final, considerando os milésimos (três casas após a virgula).

Art. 17 - Para o acompanhamento musical do participante, somente poderão ser utilizados os instrumentos :violão, viola (10 ou 12 cordas), viola de arco, violino, rabeca, gaitas, bandoneon, pandeiro e serrote musical, que terá premiação de Melhor Amadrinhador em cada Modalidade.
§ 1º - A utilização de instrumentos musicais que não estiverem descritos neste Regulamento, conforme o Art. acarretará na desclassificação do participante.

Seção II
Do Concurso de Declamação

Art. 18 - No concurso de declamação, o mesmo será dividido em 3 (três) categorias da seguinte forma: Categoria Mirim, Juvenil e Adulta, sendo elas mistas ( concorrerão junto Prendas e Peões);

Art. 19 – Para a Categoria Mirim e Juvenil as poesias à serem apresentadas serão de Livre Escolha de cada participante.
§ 1º - O tema deverá ser de inspiração gauchesca, tendo como base a língua portuguesa, podendo conter termos ou pequenos trechos em espanhol ou outros idiomas de povos formadores da cultura gauchesca.
§ 2º - Os participantes entregarão à Comissão Avaliadora 1 (uma) cópia impressa do poema sorteado, sem o que, não serão avaliados.

Art. 20 – Para a categoria Adulta cada participante apresentará um entre 3 (três) poemas de sua escolha, constantes de listagem apresentada à Comissão Avaliadora e escolhida mediante sorteio, 15 (quinze) minutos antes da apresentação.
§ 1º - Os participantes entregarão à Comissão Avaliadora 1 (uma) cópia impressa do poema sorteado, sem o que, não serão avaliados.
§ 2º - O tema deverá ser de inspiração gauchesca, tendo como base a língua portuguesa, podendo conter termos ou pequenos trechos em espanhol ou outros idiomas de povos formadores da cultura gauchesca.

Art. 21 – Para a categoria Adulta o concurso se realizará em duas etapas:
I – Fase Classificatória;
II – Finalíssima;

Art. 22 – Para a “Finalíssima” do Concurso na Categoria Adulta serão classificados 10 concorrentes que obtiverem as melhores médias finais durante a fase Classificatória. § 1º - Para esta fase o participante deverá escolher outro verso, desde que não seja o declamado na eliminatória.

Art. 23 - A Comissão Avaliadora embasará seus critérios nos seguintes quesitos:

I - Fundamentos da voz ................................................3 pontos
II – Expressão corporal .................................................2 pontos
III – Interpretação da mensagem ..................................... 4 pontos
IV - Fidelidade ao texto................................................ 1 ponto

Art. 24º - A Comissão avaliadora será composta por 4 (quatro) membros que possuem notório conhecimento nos quesitos avaliados e grande experiência em Festivais e Concursos de Declamação no Rio Grande do Sul. § 1º - O participante terá o tempo de 9 (nove) minutos para a sua apresentação, contados a partir do início de sua declamação, perdendo 1 (um) ponto para cada minuto que exceder a este tempo.

Art. 25º - Ao final do evento serão disponibilizada à todos os participantes cópias das planilhas avaliadas, juntamente, com a classificação geral do evento.

CAPITULO VII
DAS PREMIAÇÕES

MODALIDADE DE DECLAMAÇÃO CATEGORIA MIRIM
1º Lugar - Troféu Maria Pampim
2º Lugar - Troféu Jurema Chaves
3º Lugar - Troféu Glaucus Saraiva
4º Lugar - Troféu Dimas Costa
5º Lugar - Troféu Albeni Carmo de Oliveira
Melhor Amadrinhador Mirim

MODALIDADE DE DECLAMAÇÃO CATEGORIA JUVENIL
1º Lugar - Troféu Aureliano de Figueiredo Pinto
2º Lugar - Troféu Aparício Silva Rillo
3º Lugar - Troféu Antonio Augusto Fagundes
4º Lugar - Troféu José Machado Leal
5º Lugar - Troféu Ruth Telles
Melhor Amadrinhador Juvenil

MODALIDADE DE DECLAMAÇÃO CATEGORIA ADULTA
1º Lugar - Troféu Jaime Caetano Braum
2º Lugar - Troféu Darci Fagundes
3º Lugar - Troféu Luiz Menezes
4º Lugar - Troféu Lauro Rodrigues
5º Lugar - Troféu Marco Aurélio Campos
Melhor Amadrinhador Adulto

Disposições gerais

- Voltagem de Porto Alegre : 110 voltz;
- Durante a realização do evento estará sendo disponibilizado lanches, bem como o almoço a um preço acessível. As entidades tradicionalistas interessadas deverão no ato da inscrição manifestar interesse.

TELEFONES PARA CONTATO

- Presidente da Comissão Organizadora : 051 8523 5507 (Márcio Albrecht)
e-mail: marcio.albrecht@acad.pucrs.br
- Patroa do “35” CTG : 51 9132 4911 ( Gleicimary Albrecht)
e-mail: 35ctg.secretaria@gmail.com
- “35” CTG – 051 3336 0035

Compartilhe:

Identidade Campeira

Comente: