14º Canto a Dom João Luiz Pinto dos Santos e 10º Joãozinho Mirim. Inscrições até 18 de março de 2016.



Atenção!

A comissão organizadora definiu que a partir de agora, o interprete que tiver CD gravado poderá subir ao palco e interpretar. A triagem acontece dia 20 de março.

Att. Aroldo Torres

Abertas as inscrições para 14º Canto a Dom João Luiz Pinto dos Santos e 10º Joãozinho Mirim
Data dias 01, 02 e 03 de Abril de 2016,
Local: Ctg Tarumã - São Gabriel
Inscrições: Até 18 de março de 2016, e pode ser feita por e-mail
festivaljoaozinhoponte@hotmail.com

Regulamento
(14º Canto a Dom João Luiz Pinto dos Santos e 10º Joãozinho Mirim)

Ficha de Inscrição
(14º Canto a Dom João Luiz Pinto dos Santos e 10º Joãozinho Mirim)


“XlV° CANTO A DOM JOÃO LUIZ PINTO DOS SANTOS”. 
DIAS 01,02 e 03 DE ABRIL DE 2016
PROMOÇÃO E REALIZAÇÃO: COMISSÃO ORGANIZADORA E CTG TARUMÃ.

REGULAMENTO 

Art. 1º- O XlV° Canto a Dom João Luiz Pinto dos Santos está regulamentado por este instrumento, é uma promoção da Comissão Organizadora e Centro de Tradições Gaúchas Tarumã.

1. OBJETIVO: Para incentivar a criatividade artística de compositores e intérpretes com letras e músicas ligadas a temática Tradicionalista do Rio Grande do Sul, dando destaque a linha campeira. 

a. Favorecer a revelação de novos talentos e facilitar a difusão de suas realizações artísticas. 
b. Proporcionar aos amantes da música Gaúcha, um relacionamento sadio, além de promover nosso município em suas atuações: tradicionalista e culturais. 
c. Oportunizar ao maior número possível de poetas, musicistas, instrumentistas e intérpretes a mostra dos seus trabalhos e expansão de seus talentos. 

2. DA ADMINISTRAÇÃO: 
Art. 2°- A administração da XlV° edição do Canto a Dom João Luiz Pinto dos Santos, estará a cargo de uma comissão organizadora composta de pessoas de notório conhecimento de música regional Rio-grandense, além de familiarizadas com, usos, costumes, folclore e traços de psicologia coletiva do Romanceiro Gaúcho. 
Art. 3°- Compete a comissão organizadora: 

a. Escolher e convidar o júri para triagem de pré-seleção, e o júri para o evento composto de 03 (três) ou 05 (cinco) nomes de reconhecida capacidade e idoneidade, que se incumbirá do julgamento do Festival. 
b. Abrir e receber as inscrições do Festival. 
c. Credenciar os representantes de grupos musicais das respectivas canções classificadas. 
d. Convidar artistas ou grupos, para espetáculos, que são fornecidos ao público, nos intervalos do evento; 
e. Socorrer-se de qualquer número de colaboradores espontâneos, necessários ao bom andamento do Festival; 
f. Compete a comissão determinar o critério de elaboração das planilhas para julgamento a serem usadas pela comissão julgadora. 

3. DAS INSCRIÇÕES
Art. 4° - As inscrições para o XlV° Canto a Dom João Luiz Pinto dos Santos, iniciará no dia 18 de Fevereiro de 2016 e encerrar-se-á no dia 18 de Março 2016 às 00h00min, com divulgação das classificadas no dia seguinte a triagem. 
Art. 5°- As composições deverão ser inéditas, entendendo-se por inéditas aquelas que não tenham sido gravadas em discos, fitas, CDs e similares, nem divulgadas por veículo de comunicação, e que nunca tenham ido a palco em qualquer festival.
Art. 6°- Cada compositor poderá inscrever quantas composições entender de sua autoria ou parceria, podendo a comissão de pré-triagem classificar no máximo 01 (uma) composição por autor. Obs.: Caso a comissão de triagem constate que dentre as classificadas, tenha algum trabalho em nome de pessoas que não escrevem e não são músicos, apenas emprestando o nome, poderá vir a ser desclassificado. 
Art.7°- Serão classificadas na triagem de pré-seleção até 20 composições que irão ao palco, na 1ª noite, sendo classificadas 12 (doze) musicas que estarão concorrendo a premiação final na terceira e última noite, e farão parte do DVD do Festival. 
Art. 8° – As inscrições deverão ser enviadas em CD ou DVD (mp3, mp4), ou para e-mail: festivaljoaozinhoponte@hotmail.com identificado pelo autor somente com o nome da composição e ritmo, acompanhada de 07 (sete) cópias datilografadas de cada letra. 
Art. 9° – As composições não deverão exceder de 04 (quatro) minutos. 
Art. 10°– Após a seleção as músicas concorrentes classificadas não poderão ser divulgadas.
Art. 11° – A linha artística do evento será a música nativa regional do Rio Grande do Sul, dando destaque para linha campeira. 
Art. 12° - Os CDs e DVDs não serão devolvidos. 
Art. 13° – As composições, CDs, DVDs e letras deverão ser enviadas em envelope lacrado, constando na parte externa somente o nome do remetente. 
Art. 14° - Em envelope pequeno e lacrado o qual deverá ser colocado juntamente com os CDs e letras, deverá ser enviada a ficha de inscrição com todos os dados dos autores. 
Art. 15 – Os integrantes, músicos e intérpretes, todos os concorrentes deverão subir ao palco tipicamente pilchados, não se exigindo o tipo de indumentária ditado pelo M.T.G., admitindo-se grupos que tenham adotado trajes de época como forma de pesquisa. 
Art. 16° - a linha musical poderá adotar além dos nossos ritmos regionais, também, chamamés, chacarera, zamba, polcas etc., em vista da aproximação cultural com os Países do Mercosul. 
Art. 17° - O mesmo conjunto vocal, instrumental e instrumentista só poderão defender no máximo 03 composições, não podendo ultrapassar (7) integrantes. Ninguém poderá subir mais que três vezes ao palco. 
Art. 18° - Intérpretes que já possuam trabalhos gravados e publicados no meio musical, não poderão defender na forma de interpretação. 
Art. 19º - Poderão participar compositores e interpretes de outros municípios, estados ou países do MERCOSUL, desde que sejam amadores. 
Art. 20º - Será exigido rigor no cumprimento dos horários preestabelecidos para as composições subirem ao palco, havendo tolerância máxima de 5mim (cinco minutos).

4. DA AJUDA DE CUSTO E PREMIAÇÃO
Art. 21º - Além da premiação conferida aos 1º, 2º e 3º lugares, serão atribuídas premiações à: melhor poesia, melhor intérprete, melhor instrumentista, melhor melodia, melhor tema campeiro, melhor arranjo instrumental, melhor arranjo vocal, melhor indumentária e música mais popular.
Art. 22º - O intérprete só poderá defender uma composição, podendo participar em mais duas em auxilio como vocal. 
Art. 23º - O intérprete deve ter idade mínima de 14 anos para poder defender na fase inédita adulta. 
Art. 24º - Todas as músicas classificadas na triagem não terão ajuda de custo. Obs.: A música mais popular será escolhida pelo público na última noite do evento. 

5. DO CREDENCIAMENTO
Art. 25º - Este deverá ser feito após a passagem de som, junto ao CTG TARUMÃ, com a organização do evento. 

6. DISPOSIÇÕES GERAIS
Art. 26° - Os casos omissos neste regulamento serão de competência da Comissão Organizadora do evento.


10ª EDIÇÃO JOÃOZINHO MIRIM 
DIAS 01,02 e 03 DE ABRIL DE 2016 – CTG TARUMÃ

REGULAMENTO 

A 10ª edição do festival de intérpretes Joãozinho Mirim, está regulamentada por este instrumento, e é uma promoção da comissão organizadora e do CTG Tarumã.. 

01.OBJETIVOS
A) Incentivar a criatividade artística de intérpretes, mirins e dente-deleite, com músicas ligadas a temática tradicionalista do Rio Grande do Sul, dando destaque linha gaúcha. 
B) Favorecer a revelação de novos talentos e facilitar a difusão de suas realizações artísticas. 
C) Proporcionar aos amantes da música gaúcha, um relacionamento sadio, além de promover nosso município em suas atrações tradicionalistas e culturais. 

02.ADMINISTRAÇÃO: A administração da 10ª edição do festival de intérpretes Joãozinho Mirim, estará a cargo de uma comissão organizadora composta de pessoas de notório conhecimento da música regional do RS, além de familiarizados com usos, costumes, folclore e traços de psicologia coletiva do romanceiro gaúcho. 

03.COMPETE A COMISSÃO ORGANIZADORA
A) Escolher e convidar o júri para o evento, composto de 3 ou 5 nomes de reconhecida capacidade e idoneidade que se incumbirão apenas do julgamento do festival. 
B) Abrir e receber as inscrições da 10ª edição do festival de intérpretes Joãozinho Mirim; Que nesta edição não haverá pré-seleção, será por inscrição representando uma entidade tradicionalista filiada a CTM, sendo permitido um concorrente por categoria: Pré-mirim, feminino e Masculino e Mirim feminino e masculino, logo cada entidade poderá ter até 4 concorrentes no total. 
C) Credenciar os representantes de grupos musicais das respectivas canções inscritas. 
D) Socorrer-se de qualquer número de colaboradores espontâneos, necessários ao bom andamento do festival. 
E) Determinar o critério de elaboração das planilhas para o julgamento a serem usadas pela comissão julgadora.

04.DAS INSCRIÇÕES: As inscrições para 10ª edição do festival de intérpretes Joãozinho Mirim terão início a partir do dia 18 de Fevereiro de 2016 até o dia 28 de Março de 2016, com divulgação dos inscritos no dia 29 de Março de 2016. 
05. Cada intérprete poderá inscrever uma composição, desde que represente uma entidade filiada a CTM. 
06. O festival de intérpretes Joãozinho Mirim será só de interpretação, com livre escolha da composição pelo concorrente desde que esteja dentro do objetivo do festival. 

07.CATEGORIAS
a) Categoria Pré-Mirim – idade inferior a 10 anos serão classificados 03 concorrentes femininos e 03 concorrentes masculinos para a final de domingo. 
b) Categoria Mirim – possuir entre 10 anos completos e não ter completado 14 anos ainda, serão classificados 03 concorrentes femininos e 03 concorrentes masculinos para a final de domingo. 

08. As inscrições deverão ser enviadas 07 cópias das letras, onde conste: nome do concorrente, autores, entidade e nome da composição. 
09. As composições não poderão exceder além de 4 minutos. 
10. Alinha artística do evento será a música nativo-regional do Rio Grande do Sul. 
11. As cópias das letras não serão devolvidas. 
12.Os intérpretes e músicos deverão apresentar-se tipicamente pilchados (não seguindo a risca as regras do MTG). 
13. A linha musical poderá adotar além de nossos ritmos: chamamés, chacarera, zamba, polcas etc., em vista da aproximação cultural com os Países do MERCOSUL. 
14. O intérprete deverá comprovar até a data de inscrição do festival a idade exigida dentro de sua categoria. Obs: A data de inscrição do concorrente é o que define a categoria para concorrer na 10ª edição do Joãozinho Mirim. 

15.PREMIAÇÕES: Serão premiados 1º 2º e 3º lugares de cada categoria distintamente, femininos e masculinos.

16.COMISSÃO ORGANIZADORA
Presidente de Honra: Carlos Cleber Dias Leal (Fogueira) 
Presidente: Jorge Elil Machado Teixeira 
Coordenador Geral: Herlon Saquetto 
Apresentadores: Jorge Teixeira e Mara Borges Teixeira 
Tesoureira: Zoila Marque 
 Secretária: Dévillin Tissiane Marques 
Coordenadora de Palco: Mirian Ramos 
Marketing & Publicidade: Regis Facco 
Sonorização: Criasom

17. AS INSCRIÇÕES DA XlVª EDIÇÃO DO CANTO A DOM JOÃO LUIZ PINTO DOS SANTOS E DO JOÃOZINHO MIRIM DEVERÃO SER ENTREGUES EM HORÁRIO COMERCIAL NOS RESPECTIVOS PONTOS
 01. Na escola de música do Prof. Aroldo Torres, com Régis Facco, com Jorginho Teixeira - TS escritório em frente ao restaurante Seu Bentoô, ou enviadas para o e-mail: festivaljoaozinhoponte@hotmail.com


Compartilhe:

Identidade Campeira

Comente:

0 comments so far,add yours

Obrigado por participar!