Postado por Matias Moura
www.bahstidores.com


Através do projeto “Música sem Fronteiras”, o Latino-América Duo, nascido nos corredores do Conservatório de Música da UFPel, pretende levar a música brasileira e sul-americana a alunos de escolas públicas, pensando o fazer musical como ferramenta de formação nos espaços escolares. A iniciativa faz parte da série “Concertos Didáticos” promovido pela Funarte e Ministério da Cultura, sendo o único projeto do Rio Grande do Sul que visitará a região da fronteira.

Formado pelos violonistas gaúchos Alexandre Simon e José Daniel, ambos graduados no Bacharelado em Música da UFPel, o Latino-América Duo tem como principal objetivo difundir a música instrumental através das cordas do violão. Os integrantes do duo, além de violonistas atuam como educadores musicais no sul do Brasil. Alexandre Simon é professor de violão no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul – IFRS, Câmpus Porto Alegre e José Daniel é docente do curso de Licenciatura em Música da Universidade Federal do Pampa (Unipampa), onde coordena o projeto de extensão “Camerata Pampeana de Violões”. A experiência com o ensino de música tem mostrado cada vez mais a estes educadores que Música e Educação são intrínsecas. “Em nossa proposta de formação e difusão cultural, através da arte dos sons, acreditamos que não é possível pensar a música, longe da educação”, afirmam os educadores.

A proposta do duo é apresentar a estudantes de doze escolas públicas das cidades de Santana do Livramento, Bagé e Rio Grande, um concerto didático contemplando gêneros como a milonga, o tango, o choro e o samba canção, buscando levar a pluralidade e a diversidade cultural brasileira e latino-americana aos espaços escolares.

O repertório do Latino-América Duo é composto por música brasileira e também do Uruguai e Argentina, países que fazem fronteira com o sul do Brasil e que compartilham uma identidade cultural comum a esta região do país, onde serão realizados os concertos. Com esta proposta, os educadores visam ampliar o conceito de interdisciplinaridade na escola, buscando apontar elementos históricos, geográficos, literários, filosóficos, antropológicos e sócio-culturais, entre outros, que permeiam a construção do fazer artístico e que estão presentes nas obras musicais que serão apresentadas.

Os concertos didáticos são abertos à comunidade e serão realizados nas seguintes datas e locais:



Compartilhe:

Identidade Campeira

Comente:

0 comments so far,add yours

Obrigado por participar!