1º Lugar : Porque Eu ? Letra de Marco Antonio Soares Música e interpretação Volmir Coelho
Pelo sexto ano seguido, o Canto Farroupilha, festival de música nativista promovido pela Secretaria de Turismo, Esporte e Lazer da Prefeitura do Alegrete e coordenação dos Festejos Farroupilhas, faz uma celebração em alto nível da canção tradicional. "Mais uma vez com esforço a Prefeitura realiza o Canto Farroupilha, fortalecendo as características do gaúcho e as coisas da nossa terra", disse a vice-prefeita Preta Mulazzani na abertura do evento.

A composição “Porque eu?”, com letra de Marco Antônio Soares e música de Volmir Coelho, foi anunciada no início da madrugada desta segunda-feira (8) como a grande vencedora do festival. A milonga que questiona a inquietude humana, sempre idealizando um futuro melhor por vezes ignorando a felicidade presente, garantiu também o Troféu João da Cunha Vargas de melhor poesia.

2º Lugar -"Balizas para uma estrada", com letra de Valdir Desconzi e música de Xuxu Nunes. Interprete Jorge Freitas 
O 2º lugar (Troféu Cilço de Araújo Campos) ficou com a toada canção "Balizas para uma estrada", com letra de Valdir Desconzi e música de Xuxu Nunes. Jorge Freitas levou o Troféu Gildo de Freitas pela interpretação da vice-campeã. O Troféu Honório Lemes pelo 3º lugar ficou com outra milonga, "Há poucos dias eu era um guri", com letra de Gaspar Silva e Robson Garcia e música de Robson Garcia.

3º Lugar "Há poucos dias eu era um guri", com letra de Gaspar Silva e Róbson Garcia , música e interpretação de Robson Garcia 

Também foram premiados as composições "É culo ou surte clavado", com o Troféu Piu Fontoura de melhor instrumentista para Tiago Quadros; "Quando a canção vem matear comigo", como melhor melodia para Régis Reis; e o Troféu Capela Queimada de música mais popular para "Vai mentir nas quatro bocas", com letra e música de Gederson Fernandes. "Que saiam todos como vencedores, e não como vencidos", agradeceu o coordenador dos Festejos Farroupilhas, Cléo Trindade.

Desde a primeira noite o evento garantiu grande público. A final contou com o salão do Centro Farroupilha de Tradição Gaúcha com sua capacidade máxima atingida antes da primeira música, confirmando o sucesso do evento. A coordenadora da 4ª Região Tradicionalista, Ilva Goulart, ressaltou a importância do festival abrindo os Festejos Farroupilhas: "nada melhor do que começar com música, embalando os sonhos da nossa cultura". "Cumprimento a todos que contribuíram na organização. Hoje vemos o resultado deste trabalho", reconhece o secretário Rafael Souza.


Fonte e texto: Pref. Municipal de Alegrete
Compartilhe:

Identidade Campeira

Comente:

0 comments so far,add yours

Obrigado por participar!