Subiram ao palco na noite de ontem (08) as 09 últimas concorrentes do XVIII Terra e Cor da Canção Nativa, em Pedro Osório. O Festival ocorreu durante a programação da 13ª ExpoFesta Regional da Melancia. A milonga "Dos Rastros e Outonos", concorrente da fase local, levou quase todas as premiações do festival. Confira:

1º Lugar, Melhor Poesia, Melhor Arranjo 
DOS OUTONOS E SEUS RASTROS
(milonga)
Letra: Deivid Damaceno
Música: Alexandre Taveira e Maicon Paiva
Intérprete: Alexandre Taveira e Deivid Damaceno
Cidade: Pedro Osório.
No palco: Carlos de Césaro (baixo), Caio Azambuja (gaita), Davi Covaleski (violão) e Egbert Parada (violão)

2º Lugar:
COPLITAS PRA ZAINA NEGRA
(chamarrita)
Letra: Paulo Ozorio Lemes
Música e interpretação: Alex Har
Cidade: Santana do Livramento
No palco: Ricardo Comasseto (gaita botoneira), Davi Covaleski (violão solo), Cristhian Camargo (guitarron), Carlos de Césaro (baixo) e Osvaldo Vieira (violão solo).

Mais Popular:
MILONGA NOTURNA
(milonga)
Letra: Chico Farias
Música e Interpretação: Leandro Bitencourt
Cidade: Pedro Osório
No palco: Frederico Viana (violão) e Adailson Tavares (violão)

Melhor Melodia:
TIRANA
(chamarra)
Letra, música e interpretação: Frederico Viana
Cidade: Pelotas
No palco: Egbert Parada (violão) e Jeferson Devens (violão)

Melhor Instrumentista:
CAIO AZAMBUJA, por Dos Outonos e Outros Rastros

Melhor Intérprete:
ALEXANDRE TAVEIRA, por Dos Outonos e Outros Rastros


Fonte: Blog BAHstidores

Compartilhe:

Identidade Campeira

Comente:

0 comments so far,add yours

Obrigado por participar!