Tauras



O CTG Tropeiros do Rio Branco, da terra das águas minerais, te convida para mais uma Festa Campeira, que será realizada nos dias 21 e 22 de outubro de 2017, em Catuípe/RS.
São R$ 13.000,00 mil reais em prêmios!




De 09 a 20 de setembro, Taquara vivencia, a cultura e a tradição do gaúcho, num dos maiores eventos tradicionalistas do Rio Grande do Sul. O 11º Festejos Farroupilhas do Paranhana vai ser sediado na sede campestre do CTG "O Fogão Gaúcho" - ERS115 - Km2, Taquara/RS.




Dia 16 de setembro de 2017, acontece a 16ª edição da Cavalgada de Prendas de Cambará do Sul/RS. Venha participar da maior cavalgada de prendas do Brasil!

Informações pelos fones:
Tatiane Ferreira (54) 99910-4732
Cristina Klippel (54) 99674-8641
Eduarda Oliveira (54) 99950-3896
Isadora Klippel (54) 99614-3582
Vera Lima (54) 99989-2426
Mariana Fogaça (54) 99963-7527
Leonice Teixeira (54) 99618-5357
Gislene Costa 1º Prenda (54) 99642-0691




Festival Farroupilha 2017
Dia 20 de setembro de 2017
Inscrições até 31/08/2017
Parobé/RS


1 - REGULAMENTO
O Festival FARROUPILHA, regulamentado por este instrumento, é uma realização da Prefeitura Municipal de Parobé, através da Secretaria Municipal de Educação e Cultura. Será um festival de música nativista e galponeira, incentivando a participação de poetas, músicos e cantores identificados com a cultura do Rio Grande do, tendo como baliza as referências culturais norteadoras da cultura gaúcha. 

2 – DOS OBJETIVOS 
2.1 - Divulgar através da poesia e da música os verdadeiros valores da cultura gaúcha, de forma a preservar a arte, a imagem e o autêntico sotaque do Rio Grande do Sul, mantendo viva a terminologia, a indumentária, os usos e costumes característicos do Pampa Gaúcho.

2.2 - Valorizar o homem e a lida do campo, personagens da nossa história, retratando a sua importância para a literatura e para a sustentação do folclore do Sul do Brasil e países do Mercosul.

2.3 - Resgatar as peculiaridades musicais e poéticas do Rio Grande do Sul, na afirmação de suas crenças e na busca incessante de suas raízes.

2.4 - Promover os intérpretes, pesquisadores e artistas em suas potencialidades artísticas e culturais.

2.5 - Desenvolver na população em geral, o apreço pelas manifestações artísticas sul rio-grandenses.

2.6 - Tornar o município um pólo catalisador da música regional e crioula. 

3 - DA INSCRIÇÃO E PARTICIPAÇÃO
3.1 - Poderão participar compositores e intérpretes de todo o Rio Grande do Sul, desde que obedeçam as normas deste regulamento.

3.2 - Serão aceitos trabalhos inéditos ou não, desde que identificados com a cultura regional, étnica, urbana e campeira do Rio Grande do Sul. 

* A idade mínima para participar é 14 (quatorze) anos completos.

3.3 - As inscrições são gratuitas e ilimitadas.

3.4 - O FESTIVAL FARROUPILHA será realizado no dia 20 de Setembro de 2017, tendo como local o Salão Social do DTG Querência Azaléia, Parobé- RS, com horário de início previsto para as 19 horas e 45 minutos.

3.5 – Há duas maneiras de inscrever-se no festival:

3.5.1 - Pelo correio: enviar a ficha de inscrição, devidamente preenchida e assinada. Cada composição deverá ser enviada em CD de Áudio, acompanhada de 06 (seis) cópias digitadas da letra, constando no CD e em todas as vias, o nome da composição e o gênero musical; 

3.5.2 - Pelo e-mail: festivalfarroupilha@gmail.com, enviando como documentos anexos:

• Arquivo MP3 com o áudio da música inscrita
• Arquivo Word, com a letra da composição digitada em fonte Arial 12.
• Arquivo Word, informando todos os dados solicitados na ficha de inscrição.

3.6 – As inscrições deverão ser endereçadas à “COMISSÃO ORGANIZADORA DO FESTIVAL FARROUPILHA”, Rua João Mosmann Filho, 143 - Bairro Centro, CEP 95630-000, Parobé/RS.

3.7 – Somente serão aceitas as inscrições que chegarem à Comissão Organizadora até às 17 horas do dia 31 de Agosto de 2017, independente da data de postagem nos correios. 

3.8 – Os artistas intérpretes e o(s) autor(es), no momento de sua inscrição e participação no FESTIVAL FARROUPILHA, reserva(m) os direitos audiovisuais de sua obra ao evento e à Prefeitura Municipal de Parobé, autorizando sua divulgação, bem como sua gravação e comercialização.

3.9 – O Festival não indenizará ou remunerará qualquer pessoa por sua apresentação ou execução de instrumento no palco do festival.

4 – DA SELEÇÃO E CONCURSO
4.1 - A Comissão de Triagem e Julgamento selecionará, no dia 05 de Setembro, 12 composições para serem apresentadas no palco do Festival. As classificadas poderão ser consultadas no site www.parobe.rs.gov.br.

4.2 - A ordem de apresentação das composições pré-selecionadas será definida pela Comissão Organizadora, logo após a triagem, não sendo aceitas alterações posteriores.

4.3 - Caberá à Comissão Organizadora a escolha do corpo de jurados.

4.4 – O número de músicas inscritas por compositor é ilimitado.

4.5 – O(s) músico(s) poderá(ão) subir ao palco em até seis músicas concorrentes.

4.6 – O(s) intérprete(s) poderá(ão) subir ao palco em no máximo duas músicas. 

4.7 - Os intérpretes ou músicos que subirem ao palco do Festival deverão apresentar-se devidamente pilchados, não sendo permitido o uso de camisetas com propaganda ou alusão a qualquer outro tipo de manifestação que não seja relacionada à cultura do Rio Grande do Sul. 

5 – DA PREMIAÇÃO
5.1 - Aos vencedores do Festival FARROUPILHA, caberá a seguinte premiação: 

• 1º lugar: R$800,00 (Oitocentos reais) e Troféu
• 2º lugar: R$500,00 (Quinhentos reis) e Troféu
• 3º lugar: R$300,00 (Trezentos reais) e Troféu
• Melhor instrumentista: Troféu
• Musica mais campeira:  Troféu.

5.2 A avaliação para a premiação será somente pela interpretação do conjunto da obra do palco.

6 – DA PROGRAMAÇÃO:

20 de Setembro de 2017:
15 h – Passagem de som 
19h 45min – Solenidade de abertura
20h – Apresentação dos Concorrentes 
21 h 30min – Show de intervalo 
22 h 30min – Divulgação dos resultados e entrega das premiações

7 – NORMAS GERAIS
7.1 – Serão credenciados somente os compositores, músicos e intérpretes participantes, ficando o Festival obrigado a credenciar um acompanhante de qualquer natureza, por compositor/músico/Intérprete.

7.2 – A Comissão Organizadora reserva-se o direito de, em qualquer momento, excluir do evento o concorrente ou grupo cujos participantes infringirem as normas deste regulamento.

7.3 – Os casos omissos a este regulamento serão resolvidos soberanamente pela Comissão Organizadora.

7.4 – Maiores informações sobre o evento:

Site: www.parobe.rs.gov.br.
E-mail: festivalfarroupilha@gmail.com
Telefone: (51) 99841-7874 – (51) 3543-1000



Na noite deste sábado, 12, foi realizada a fase final do 10º Canto Nativo, festival que aconteceu junto à 20ª Expofeira e 8ª Feicisa de Santo Augusto-RS.

Os vencedores do 3º Cantinho Nativo apresentaram-se na abertura da fase final, logo em seguida subiram ao palco dez composições, sendo seis músicas da fase geral, três da fase regional e duas da fase local. O show de intervalo foi do cantor Luiz Marenco.


Os vencedores do 10º Canto Nativo são:

1º lugar
As duas faces do campo
Letra: Valdir Disconzi
Música: Halber Lopes
Interpretação: Francisco Oliveira e Leonardo Paim

2º lugar
Guitarra em sonho te chamo
Letra: Diego Müller e Ramiro Amorim
Música: Guilherme Castilhos
Interpretação: Juliano Moreno

3º lugar
Quando findar meu tempo
Letra: João C. Köning
Música: Luiz C. Campos
Interpretação: José Ricardo Nerling

Melhor letra
As duas faces do campo
Letra: Valdir Disconzi
Música: Halber Lopes
Interpretação: Francisco Oliveira e Leonardo Paim

Melhor Intérprete
José Ricardo Nerling
Quando findar meu tempo

Melhor arranjo
Guitarra em sonho te chamo
Letra: Diego Müller e Ramiro Amorim
Música: Guilherme Castilhos
Interpretação: Juliano Moreno

Melhor grupo instrumental
Agilidade Campeira
Letra: Binho Pires
Música: Érlon Péricles
Interpretação: Érlon Péricles

Melhor Instrumentista
Guilherme Castilhos
Música: Agilidade campeira

Música mais popular
Temo oitavado
Letra e música: João Perusatto
Interpretação: Luciano Gonçalves e Renan Candaten

Talento Regional
Coragem e vida
Letra e música: Luciano Gonçalves / João Perusatto


Música Destaque Regional
A seiva da vida
Letra: Vitor Fioravante Bertei
Música: Marcelinho Carvalho
Interpretação: Léo Almeida e Grupo Parceria

Troféu campeão de premiações no canto nativo
Rômulo chaves


Texto e foto: Daniela Vargas/Agência Da Hora


6ª ETAPA DO 17º FESTIVAL NACIONAL DA CULTURA GAÚCHA
DIAS 09 E 10 DE SETEMBRO DE 2017

A comissão organizadora solicita a todas as entidades que participarão do 14º RODEIO INTERNACIONAL CIDADE DE CANOAS  e da 6ª ETAPA DO 17º FESTIVAL NACIONAL DA CULTURA GAÚCHA, que nos informe através do e-mail tropeirosdatradicao@gmail.com o número de grupos e a quantidade de pessoas, para nos organizarmos para bem atender a todos.

Informamos também, que voltamos com a premiação em dinheiro para os grupos de danças.

Grupos mirins      = R$  500,00 do 1º ao 10º LUGAR.
Grupos juvenis     = R$  500,00 do  1º ao 10º LUGAR.
Grupos adultos     = R$  500,00 do 1º ao 10º lugar.
Grupos veteranos = R$ 500,00 do 1º ao 10º lugar.

Atenciosamente
C.F. TROPEIROS DA TRADIÇÃO.

INSCRIÇÕES E REGULAMENTO

PROGRAMAÇÃO 
09/09/2017 – Sábado

8hs. Secretaria - Recepção, credenciamento e alojamentos.
13h30min - Palco 1 - Danças Tradicionais – Mirins e Juvenis (por entidade) Se houver mais de 25 grupos inscritos nas categorias mirim e juvenil, o concurso iniciará às 10hs. Na sequência categoria Veterana
13h30min - Palco 2 - Declamação Veterana – Prenda e Peão - Declamação Adulta - Prenda e Peão
13h30min - Palco 3 - Gaita Ponto - Categoria e modalidade única. (Na sequência)
– Gaita Piano – Adulto
– Violão Solo – Adulto
– Solista Vocal Adulto – Prenda e Peão
– Chula – Piazito, Mirim, Juvenil, Adulto, Veterano e Xirú.
(Informações no dia, com o coordenador de palco)
14hs - Galpão da AETC - Truco sego - Inscrições no local

10/09/2017 – Domingo

9hs - Palco 1 - Danças Tradicionais Adultos
9hs - Palco 3 - Gaita Piano - Mirim e Juvenil - Violão Solo - Juvenil
10hs - Palco 2 - Declamação Pré-Mirim e Mirim - Prenda e Peão - Declamação Juvenil - Prenda e Peão
13h30min - Palco 1 - Continuação Danças Tradicionais - Adulto
14hs - Palco 3 - Solista Vocal Mirim - Prenda e Peão - Solista Vocal Juvenil - Prenda e Peão
19hs - Palco 1 - Entrega das premiações das Danças Tradicionais.

Realização
C.F.TROPEIROS DA TRADIÇÃO – COFAT Comitê Organizador de Festivais de Arte e Tradição
Apoio – Prefeitura Municipal de Canoas    


10° Festival O Rio Grande Canta o Cooperativismo
Dia 18 de novembro de 2017
Inscrições até 06/10/2017
São Sepé/RS

REGULAMENTO - FICHA DE INSCRIÇÃO

Capítulo I - DA PROMOÇÃO, DOS LOCAIS E DAS DATAS
Art. 1º O 10º FESTIVAL O RIO GRANDE CANTA O COOPERATIVISMO é uma promoção do SESCOOP/RS – Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo do Estado do Rio Grande do Sul.

Parágrafo único: O 10º FESTIVAL O RIO GRANDE CANTA O COOPERATIVISMO, será realizado em duas etapas, uma etapa classificatória e uma etapa final, as duas etapas serão realizadas no mesmo local e na mesma data: Local – Ginásio Municipal de Esportes Nery Bueno Lopes, Avenida Júlio Vargas, 1552, cidade de São Sepé/RS. Data: 18 de novembro de 2017.

- Etapa Classificatória – das 8h às 14h.
- Etapa Final – das 21:00h às 24:00h.

Capítulo II - DOS OBJETIVOS
Art. 2º O 10º FESTIVAL O RIO GRANDE CANTA O COOPERATIVISMO tem os seguintes objetivos:

§1º: Promover a integração dos dirigentes de cooperativas, associados, colaboradores, familiares e comunidade, conforme estabelece os objetivos do PROGRAMA DE EDUCAÇÃO E CULTURA COOPERATIVISTA;

§2º: Promover os princípios e os valores do cooperativismo para crianças, jovens, mulheres e comunidade, através da música.

§3º: Proporcionar aos artistas cooperativistas do Estado do Rio Grande do Sul uma maior integração e troca de experiências entre os músicos e poetas, além de fornecer condições adequadas para que possam expressar a sua arte.

§4º: Estimular os sócios, os empregados de cooperativas e os seus familiares a participação em eventos culturais, promovendo o bem-estar social e a melhor qualidade de vida.

§5º: Editar em CD e DVD a etapa final do festival.

Capítulo III – DA INSCRIÇÃO E DA COMPOSIÇÃO DAS MÚSICAS
Art. 3º No 10º FESTIVAL O RIO GRANDE CANTA O COOPERATIVISMO, serão aceitas inscrições de obras musicais que retratem o tema: DIA C – Dia de Cooperar: (enfatizando que TODO DIA É DIA DE COOPERAR)

Art. 4º O 10º FESTIVAL O RIO GRANDE CANTA O COOPERATIVISMO não fará restrições a estilos ou gêneros musicais, desde que existentes na cultura do Rio Grande do Sul.

Parágrafo único: Somente serão consideradas músicas com a letra na língua portuguesa, sendo, no entanto, permitidas citações incidentais de outros idiomas.

Art. 5º Poderão apresentar obras ao 10º FESTIVAL O RIO GRANDE CANTA O COOPERATIVISMO, autores onde ao menos um deles seja sócio ou empregado de uma cooperativa regular do Estado do Rio Grande do Sul.

§1º: Entende-se por cooperativa regular aquela que apresentar o CERTIFICADO DE REGULARIDADE da OCERGS - Sindicato e Organização das Cooperativas do Estado do Rio Grande do Sul. Consultas sobre as cooperativas regulares no site: http://www.sescooprs.coop.br/servicos/certificado-de-regularidade-ocergs/.

§2º: Cabe ao autor associado ou empregado da cooperativa, obter, junto a esta, uma declaração em folha timbrada e assinada pelo Presidente da Cooperativa, comprovando seu vínculo junto a esta.

§3º: Não serão aceitas cópias de cartões magnéticos, extratos ou recibos, como comprovantes da situação de associado na cooperativa.

Art. 6º As composições deverão ser inéditas até a sua apresentação pública no 10º FESTIVAL O RIO GRANDE CANTA O COOPERATIVISMO, sendo eliminadas em caso contrário.

§1º: Entende-se por inédita a composição não divulgada em meios de comunicação de massa ou registrada em livro, disco, CD/DVD ou em outros meios eletrônicos, e/ou veiculadas em rádios, comerciais ou similares.

§2º: Músicas já apresentadas em outras edições do FESTIVAL O RIO GRANDE CANTA O COOPERATIVISMO, que não tenham sido classificadas para uma das finais, e desde que continuem inéditas, poderão ser reapresentadas nesta edição.

Art. 7º O período de inscrições inicia em 15 de agosto de 2017 e encerra em 06 de outubro de 2017.

Art. 8º As inscrições devem ser remetidas para um dos seguintes locais:

- OMB/RS – Ordem dos Músicos do Brasil – Rua Vasco Alves, 235 – Porto Alegre/RS CEP: 90010-410. 

- SESCOOP/RS –Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo do Estado do Rio Grande do Sul. Rua Félix da Cunha, n° 12, Bairro Floresta, Porto Alegre/RS CEP: 90570-000.

Art. 9º Não serão cobradas taxas pela inscrição de composições.

Art. 10º Cada participante poderá, seja como autor ou coautor, enviar quantas músicas desejar.

Art. 11º As composições deverão ter aproximadamente 5 (cinco) minutos de duração.

Art. 12º Serão automaticamente desclassificadas as composições cuja letra, melodia ou ambas caracterizem plágio ou paródia.

Art. 13º O Participante deverá encaminhar para inscrição:

. 1 (uma) ficha de inscrição (disponíveis nas cooperativas ou site www.sescooprs.coop.br) para cada composição inscrita devidamente preenchida e assinada.

. 10 (dez) cópias da letra da música, com título e ritmo musical, mas sem identificação nominal dos autores.

. 1 (um) CD com a gravação da música.

. 1 (uma) declaração de associado de cooperativa, ou de empregado de cooperativa, em conformidade com o Art. 5º §2 º.

§1º: O Participante deverá colocar os materiais acima descritos em envelope lacrado, apresentando externamente apenas o título da composição.

§2º: Encerrado o prazo estabelecido para as inscrições no festival, não serão mais aceitas inscrições sob nenhum pretexto, salvo no caso de inscrições encaminhadas pelo correio com data de postagem dentro do prazo estabelecido.

Art. 14º A Comissão Organizadora não se responsabiliza por qualquer defeito no material enviado ou na legibilidade das informações prestadas.

Art. 15º A autoria da composição será aceita conforme citada na ficha de inscrição, não podendo haver alterações posteriores.

Parágrafo único: Somente serão aceitas inscrições que utilizarem a ficha de inscrição oficial do evento, sendo permitido que a mesma seja fotocopiada.

Art. 16º A inscrição autoriza uso irrestrito de imagem dos artistas participantes, caso a obra seja classificada para uma das etapas do festival.

Capítulo IV - DA SELEÇÃO E DA TRIAGEM
Art. 17º As obras recebidas de acordo com este regulamento passarão por duas etapas de triagem: 

I – Triagem da Letra: Todas as letras serão avaliadas por uma Comissão Técnica composta por quatro pessoas, nomeada pelo SESCOOP/RS, através de Portaria. A Comissão Técnica terá como função avaliar se a letra da obra apresentada atende o tema proposto no Art. 3º deste regulamento, podendo desclassificá-la em caso de não atendimento;

II – Triagem da Obra: As letras classificadas na primeira etapa serão avaliadas por uma Comissão Avaliadora constituída por profissionais ligados direta ou indiretamente, ao meio artístico ou cooperativo.

§1º: A Comissão Organizadora do evento poderá realizar eventuais substituições desses integrantes, se assim julgar necessário, tendo em vista o bom andamento do festival.

§ 2º: Nesta etapa as obras serão avaliadas na seguinte proporção: 50% letra e 50% melodia.

Art. 18º Serão classificadas no máximo 2 (duas) composições do mesmo autor, das referidas no Art. 10º.

Art. 19º A Comissão Avaliadora irá selecionar 20 (vinte) obras para serem apresentadas na etapa classificatória do festival.

§1º: Ao menos uma das 20 obras selecionadas para a etapa classificatória do 10º FESTIVAL O RIO GRANDE CANTA O COOPERATIVISMO, deverá ser de autor ou autores associados numa cooperativa, ou empregados de cooperativa, estabelecida na cidade de São Sepé sede do evento, objetivando assim o estímulo e a participação daquela comunidade no PROGRAMA DE EDUCAÇÃO E CULTURA COOPERATIVISTA. As obras serão avaliadas pelo critério de notas. Caso entre as 20 obras selecionadas pelos jurados não conste nenhuma obra de autor ou autores associados ou empregados de uma cooperativa com sede em São Sepé, será classificada aquela que tiver melhor pontuação, ocupando o lugar da obra que estiver classificada com a vigésima pontuação.

§2º: As obras selecionadas para a etapa classificatória do 10º FESTIVAL O RIO GRANDE CANTA
O COOPERATIVISMO, serão divulgadas no site: www.sescooprs.coop.br, no dia 20 de outubro de 2017.

§3º: As 20 obras selecionadas serão apresentadas na etapa classificatória, conforme estabelecido no Art. 1°.

§4º: Na etapa classificatória serão selecionadas pelos jurados 10 (dez) obras que irão para a etapa final (Art. 1°). Dentre estas 10 (dez) obras classificadas, ao menos 1 (uma) obra deve seguir ao critério de ser de associado ou funcionário de cooperativa estabelecida em São Sepé, conforme critério estabelecido no Art. 19º §1.

§5º: O resultado das obras classificadas para a etapa final, será divulgado em palco no prazo máximo de 1(uma) hora decorrida do encerramento da etapa classificatória, sendo que os classificados deverão manifestar-se no ato e um representante de cada grupo deverá apresentar-se junto a comissão organizadora, para instruções relativas a ordem de apresentação no palco.

§6º: Em caso de empate, a obra classificada será a que apresentar o intérprete mais idoso.

Capítulo V - DA APRESENTAÇÃO
Art. 20º O compositor responsável pela música deverá fornecer à Comissão Organizadora Do Festival, até o dia 03 de novembro de 2017, a composição do grupo musical (banda), contendo: nome completo, nome artístico e instrumento de cada participante. A falta dessa informação, no prazo estabelecido, desclassifica a obra e uma obra suplente será chamada.

Art. 21º Cada músico poderá atuar em apenas uma composição participante do festival.

Art. 22º O intérprete poderá defender somente uma música no festival, individualmente ou com outro (s) intérprete (s).

Art. 23º Serão aceitos, no mínimo 5 (cinco) integrantes em cada grupo no palco, sendo de responsabilidade dos autores a seleção dos músicos, dos instrumentos e dos intérpretes.

Parágrafo único: A participação de menores na formação dos grupos musicais deverá obedecer à legislação vigente.

Art. 24º No momento da apresentação a letra da música não poderá ser modificada.

Art. 25º Os autores com obras selecionadas pala Comissão Avaliadora para a etapa classificatória receberão, a título de direitos autorais, a importância de R$ 4.000,00 (quatro mil reais).

Parágrafo único: Os valores referentes a direitos autorais serão pagos em parcela única, em cheque nominal ao autor representante da obra, logo após a apresentação em palco.

Art. 26º A Comissão Organizadora, não se responsabiliza pelas despesas de deslocamento, hospedagem e alimentação dos participantes do festival.

Art. 27º A passagem de som se dará das 8h ás 14h, serão 15 minutos para cada grupo musical, onde os horários serão definidos e divulgados pela Comissão Organizadora do Festival no dia 13 de novembro de 2017. Cada grupo musical deverá, nos seus 15 minutos, proceder com a passagem de som e apresentação da obra, onde esta, será avaliada pelos Comissão Julgadora, conforme critério estabelecido no Art. 31 Parágrafo Único.

Art. 28º Não será permitido o uso em palco de propaganda política e/ou comercial de qualquer natureza, sendo motivo para desclassificação e perda dos valores relativos aos direitos autorais.

Art. 29º É proibido aos integrantes do grupo musical, a utilização em palco de fogos de artifício ou similares, sendo motivo para desclassificação e perda dos valores relativos aos direitos autorais. 

Capítulo VI - DO JULGAMENTO E PREMIAÇÃO
Art. 30º O julgamento das composições é de responsabilidade da Comissão Avaliadora, que avalia cada composição, de acordo com sua letra, melodia e interpretação.

Art. 31º A Comissão Avaliadora seguirá critérios preestabelecidos.

Parágrafo único: Letra - 30%; Melodia - 40% e Interpretação - 30%.

Art. 32º Além dos valores previstos nos artigos 25º deste regulamento, o 10º FESTIVAL O RIO GRANDE CANTA O COOPERATIVISMO, oferecerá as (10) dez obras classificadas para a final, a título de premiação, os seguintes valores:

I. 1º LUGAR R$ 8.000,00 (oito mil reais) e troféu;
II. 2º LUGAR R$ 7.500,00 (sete mil e quinhentos reais) e troféu;
III. 3º LUGAR R$ 7.000,00 (sete mil reais) e troféu;
IV. 4º LUGAR R$ 6.500,00 (seis mil e quinhentos reais) e troféu;
V. 5º LUGAR R$ 6.000,00 (Seis mil reais) e troféu;
VI. 6º LUGAR R$ 5.500.00 (cinco mil e quinhentos reais) e troféu;
VII. 7º LUGAR R$ 5.000,00 (cinco mil reais) e troféu;
VIII. 8º LUGAR R$ 4.500,00 (quatro mil e quinhentos reais) e troféu;
IX. 9º LUGAR R$ 4.250,00 (quatro mil, duzentos e cinquenta reais) e troféu;
X. 10º LUGAR R$ 4.000,00 (quatro mil reais) e troféu;

§1º: A Comissão Avaliadora fica responsável pela escolha dos ganhadores de 1º ao 10º lugar.

§2º: Na etapa final será escolhida pelo público presente, através de votação em cédula fornecida pelo SESCOOP/RS no início do evento a “Música Mais Popular do Festival”. Esta música receberá a título de premiação R$ 2.000,00 (dois mil reais).

§3º: A Comissão Organizadora do Festival poderá descontar 10% do valor da premiação final para o grupo que não se apresentar completo em palco, no final do evento quando chamados para receber a premiação.

§4º: Em caso de empate, ficará melhor classificada a obra com o intérprete mais idoso.

§5º: Os pagamentos referentes à premiação na fase final serão realizados em reais, livres de quaisquer encargos e impostos, os quais serão recolhidos pelo SESCOOP/RS junto aos órgãos competentes. O pagamento será realizado mediante depósito em conta bancária do premiado.

Art. 33º As 10 (dez) obras que foram classificadas para a final do festival, não poderão ser apresentadas com quantidade de músicos inferior ao apresentado na etapa classificatória. 

Parágrafo único: Na etapa final os intérpretes não poderão ser substituídos.

Art. 34º Sendo a composição classificada para o 10º FESTIVAL O RIO GRANDE CANTA COOPERATIVISMO, o (s) participante (s) autoriza (m) a Comissão Organizadora a divulgar, gravar, reproduzir e distribuir em caráter irrestrito, a sua composição por meio de CD/DVD ou outras formas de divulgação, valendo as premiações pagas como pagamento de integral quitação dos direitos autorais e de imagem.

Capítulo VII - DISPOSIÇÕES GERAIS
Art. 35º No caso de haver condições climáticas que ofereçam algum tipo de risco aos músicos e/ou público, antes ou durante o evento, a Comissão Organizadora poderá optar pelo cancelamento do evento, sem causar ônus para o Sescoop/RS.

Art. 36º A Comissão Organizadora e a Comissão Avaliadora, serão inteiramente responsáveis e soberanas em suas decisões, sendo estas irrecorríveis.

Porto Alegre, 04 de agosto de 2017.


5º Canto do Barril da Canção Gaúcha
Dias 16 e 19 de setembro de 2017
Inscrições até 08/09/2017
Frederico Westphalen/RS

REGULAMENTO - FICHA DE INSCRIÇÃO

1. DEFINIÇÕES E OBJETIVOS
Art.1º. A 5ª edição do CANTO DO BARRIL DA CANÇÃO GAÚCHA, a qual será regulamentada por este instrumento, é uma promoção organizada e coordenada pela Associação Farroupilha Frederiquense, com apoio das entidades tradicionalistas do município.

Art.2º. O festival tem por objetivo geral oportunizar a revelação de talentos na interpretação de músicas tradicionais do Estado do Rio Grande do Sul, além dos seguintes objetivos específicos:

I – Cultivar os verdadeiros valores da cultura gaúcha, através da música autêntica do Rio Grande do Sul, mantendo vivos a terminologia, os usos e os costumes característicos do povo gaúcho;

II – Oportunizar a promoção e revelação dos intérpretes da música gaúcha, dando visibilidade aos seus talentos;

III – Criar uma consciência artística compromissada com a preservação ambiental e valorização da vida;

IV – Promover o município de Frederico Westphalen, suas potencialidades socioeconômicas, culturais e históricas;

V – Premiar as interpretações destacadas. 

Art.3º. A linha musical do festival é a música do Rio Grande do Sul, em suas diversas formas, ressaltando os valores culturais da nossa terra.

Art.4º. O festival será realizado na Praça Dom Bruno Maldaner de Frederico Westphalen/RS, nos dias 16 (dezesseis) de setembro de 2017 (fase eliminatória) e 19 (dezenove) de setembro de 2017 (fase final classificatória).

Parágrafo Único: Nas datas previstas acima, as apresentações terão início, no dia 16 (dezesseis) de setembro, às 19h, e no dia 19 (dezenove) de setembro, às 20h, na estrutura montada para o evento, devendo os candidatos obedecer ao seguinte: 

I – Os ensaios e passagens de som serão realizados no dia do evento, em horário a ser definido e informado previamente aos inscritos, sendo responsabilidade de cada candidato o comparecimento no horário previsto, sob pena de apresentar-se sem a realização de ensaio e sem equalização do som;

II – O candidato que não estiver presente no dia e no horário da apresentação estará automaticamente desclassificado;

III – No intuito de preservar a qualidade do evento e a diversidade do repertório apresentado pelos participantes serão aceitas até 02 (duas) inscrições da mesma música, prevalecendo a ordem de inscrição.

2. DA ADMINISTRAÇÃO DO FESTIVAL
Art.5º. A administração do 5º CANTO DO BARRIL DA CANÇÃO GAÚCHA fica a cargo da Assossiação Farroupilha Frederiquense, com apoio da Comissão Organizadora, á qual compete o seguinte:

I – Escolher a Comissão Julgadora do Festival, a ser composta por no mínimo, 03 (três) pessoas de reconhecida idoneidade e qualificação técnica, com notório conhecimento musical e cultural do Rio Grande do Sul;

II – Divulgar o festival através dos mais diversos meios de imprensa e redes sociais;

III – Receber e protocolar as inscrições dos participantes para o festival;

IV – Definir os critérios de avaliação a serem levados em consideração pela Comissão Julgadora em cada apresentação;

V – Constituir tantas subcomissões quantas necessárias para melhor atender aos objetivos do evento e sua organização;

VI – Decidir, em última análise, sobre denúncias, reclamações e situações omissas neste regulamento.

3. DAS INSCRIÇÕES
Art.6º. As inscrições para o festival serão gratuitas e deverão ser efetuadas entre os dias 7 de agosto de 2017 a 08 de setembro de 2017, podendo ser prorrogadasa critério da Comissão Organizadora.

Art.7º. As inscrições deverão ser feitas através da internet no e-mail cantodobarril@gmail.com ou pelo Facebook: https://www.facebook.com/cantodobarril/.

§ 1º - Para a validação da inscrição, o candidato deverá anexar ao pedido de inscrição:

I – Ficha de Inscrição devidamente preenchida, a qual se encontra disponível para download no site da Prefeitura Municipal de Frederico Westphalen (www.fredericowestphalen-rs.com.br) e Facebook https://www.facebook.com/cantodobarril/;

II – Cópia das Letras das músicas que serão apresentadas;

III – Cópia digitalizada do documento de identidade do participante.

4. DA COMPETIÇÃO
Art.8º. A competição musical de interpretação será dividida em duas categorias e 03 (três) modalidades:

I – Categoria até 14 (quatorze) anos de idade (idade quando na data do evento), modalidade A;

II – Categoria acima dos 14 (quatorze) anos de idade, com 01 (um) interprete, modalidade B;

III – Categoria acima dos 14 (quatorze) anos de idade, com 02 (dois) ou mais intérpretes no vocal, modalidade C.

Art.9º. A competição será constituída por uma FASE ELIMINATÓRIA e, posteriormente, uma FASE FINAL CLASSIFICATÓRIA.

§ 1º As apresentações nas Fases Eliminatória e Final Classificatória seguirão a ordem estabelecida por sorteio prévio dentre todos os participantes inscritos e presentes, respeitando as respectivas categorias e modalidades;

§ 2º A Fase Eliminatória ocorrerá em 16 (dezesseis) de setembro de 2017, quando todos os inscritos realizarão sua apresentação;

§ 3º Na Fase Eliminatória os 5 (cinco) primeiros colocados, em cada modalidade, classificam-se, totalizando 15 (quinze) músicas para a Fase Final;

§ 4º A Fase Final Classificatória ocorrerá em 19 (dezenove) de setembro de 2017, quando os 15 (quinze) participantes classificados, dentro da respectiva categoria e modalidade, apresentarão canção diversa da executada na Fase Eliminatória, que deverá ser previamente informada na ficha de inscrição, sendo submetidos a nova avaliação pela Comissão Julgadora, que proferirá o resultado final;

§ 5º As 15 (quinze) músicas classificadas para Fase Final Classificatória, receberão prêmio de participação de R$ 150,00 (cento e cinquenta reais).

Art.10º. Quanto à apresentação do intérprete no festival verificar-se-á o seguinte:

I – O acompanhamento musical é de responsabilidade exclusiva do concorrente, independente da categoria sendo de livre escolha do mesmo;

II – Quanto ao disposto no inciso I, o concorrente poderá se fazer acompanhar, em sua apresentação, de outros músicos ou integrantes, ou por meio eletrônicos (playback);

III – A Comissão Organizadora não disponibilizará músicos instrumentistas, nem apoio vocal aos participantes, ficando a cargo exclusivo do concorrente, como previsto nos incisos anteriores.

5. DA PREMIAÇÃO
Art.11º. Aos vencedores da Fase Final Classificatória atribuir-se-á a seguinte premiação:

I – CATEGORIA ATÉ 14 (QUATORZE) ANOS – MODALIDADE A

a) 1º lugar: R$ 800,00 (oitocentos reais);
b) 2º lugar: R$ 500,00 (quinhentos reais);
c) 3º lugar: R$ 300,00 (trezentos reais);

II – CATEGORIA ACIMA DE 14 (QUATORZE) ANOS – MODALIDADE B

a) 1º lugar: R$ 1.500,00 (mil e quinhentos reais);
b) 2º lugar: R$ 750,00 (setecentos e cinqüenta reais);
c) 3º lugar: R$ 400,00 (quatrocentos reais);
d) 4º lugar: R$ 300,00 (trezentos reais);
e) 5º lugar: R$ 200,00 (duzentos reais).

III – CATEGORIA ACIMA DE 14 (QUATORZE) ANOS – COM DOIS OU MAIS INTÉRPRETES, MODALIDADE C

a) 1º lugar: R$ 1.500,00 (mil e quinhentos reais);
b) 2º lugar: R$ 750,00 (setecentos e cinquenta reais);
c) 3º lugar: R$ 400,00 (quatrocentos reais);
d) 4º lugar: R$ 300,00 (trezentos reais);
e) 5º lugar: R$ 200,00 (duzentos reais).

6. DA COMISSÃO JULGADORA
Art.12º. A Comissão Julgadora, a quem caberá a apreciação dos itens de avaliação de cada apresentação, será composta de, no mínimo, 03 (três) pessoas de notório conhecimento musical e cultural do Rio Grande do Sul, escolhidos pela Comissão Organizadora.

Parágrafo Único: Dentre os membros da Comissão Julgadora, será escolhido 01 (um) a quem competirá a função de Presidente, ao qual caberá análise de qualquer decisão a ser tomada.

7. DOS CRITÉRIOS E ITENS DE AVALIAÇÃO
Art.13º. Cada membro da Comissão Julgadora avaliará e atribuirá notas a cada concorrente quando de suas apresentações, nos seguintes itens:

I – INTERPRETAÇÃO (POSTURA E CÊNICA);
II – AFINAÇÃO;
III – RITMO;
IV – LINHA MELÓDICA;
V – FIDELIDADE A LETRA;
VI – DICÇÃO.

Art. 14º. Em caso de empate nas notas entre os candidatos, como critério de desempate, obeder-se-á as maiores notas atribuídas na ordem estabelecida no art.13.

8. DAS DISPOSIÇÕES FINAIS
Art.15º. Os casos omissos deste regulamento serão resolvidos pela Comissão Organizadora.

Art.16º. As Comissões Organizadora e Julgadora serão soberanas em suas decisões, destas não cabendo recursos.

Art. 17º. É condição eliminatória do concorrente o descumprimento de qualquer disposição deste regulamento.

Art.18º. Será desclassificado o candidato que apresentar indícios de embriaguez ou de substâncias entorpecentes.

Art.19º. Em caso de dúvidas ou para quaisquer informações, entrar em contato pelo telefone (55) 3744-5050, Ramal 219 ou pelo e-mail cantodobarril@gmail.com.


A prefeitura municipal de Xangri-lá divulgou a programação dos Festejos Farroupilhas 2017. A festa tem início no dia 13 e se estende até o dia 20 de setembro. Na programação além das provas campeiras e dos bailes, acontece o IV Festival Nacional de Coreografias.